/* Google Analytics */ /* Google Analytics */

sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Aborto: Lições para o Brasil

O caso do médico aborteiro Dr. Kermit Gosnell que tinha uma verdadeira casa de horrores na cidade de Philadelphia, nos EUA, continua enojando a todos por lá. E não é para menos... Eis uma breve descrição constante no relatório anexo à denúncia feita contra Dr. Gosnell:

Continue lendo

https://contraoaborto.wordpress.com/2011/02/04/aborto-licoes-para-o-brasil/

4 comentários:

Suzana Helcias disse...

"aqui, seria um serviço do SUS à população feminina"

Serviço do SUS?, às mulheres? Levei dois meses para conseguir realizar um exame, quando descobri que estava com um nódulo no seio; se estivesse doente, eu já teria ido para o beleléu.
E ainda se fingem de preocupados com a nossa saúde, dizendo que o aborto financiado pelo Estado vai beneficiar as mulheres, especialmente as negras. Sou mulher e sou negra, e não lhes dei procuração para falar em meu nome.

Karina Bodart disse...

William, excelente texto. Aliás, você viu o "currículo" do Dr. Gosnell?? Havia sido expulso do "CFM" americano por tentar matar duas
enfermeiras que perderam papeladas de trabalho... Super bacana, não?

William disse...

Suzana:

Excelente comentário!

É impressionante mesmo a cara de pau destes militantes pró-aborto. Ficam por aí dizendo que querem o bem-estar das mulheres, mas isto é apenas enganação.

O tal "direito de escolhe" só lhes interessa quando a escolha é o aborto. Às mulheres que querem ter seus filhos estas ONGs viram-lhes as costas.

[]'s

William disse...

Karina:

Nem fui a fundo no currículo de Dr. Gosnell...

Para um cara que matava bebês que lutavam por suas vidas e ainda fazia piadinhas com isto (um dos momentos que mais me enojou quando li sobre o caso), tentar matar duas enfermeiras é fácil.

Parece que para o ser humano, após certos limites serem ultrapassados, todo o resto vai junto. Dr. Gosnell deixou qualquer limite para trás há muito.

[]'s