/* Google Analytics */ /* Google Analytics */

quarta-feira, março 03, 2010

A verdade incomoda


Este cartaz foi colocado em um outdoor em Poznan, cidade localizada na Polônia, e faz parte de uma campanha anti-aborto da Fundacja Pro, entidade Pró-Vida daquele país.

Escrito no cartaz está aquilo que muita gente não gosta de ser lembrado:
"O aborto para mulheres polonesas foi introduzido por Hitler em 9 de março de 1943"
Evidentemente que a gritaria já começou, pois uma das coisas que abortistas não gostam é que falemos com quem eles caminham lado-a-lado. Mas o que não pode ser negado é que aborto e totalitarismo caminham de braços dados há muito. Uma das primeiras postagens neste blog trouxe exatamente isto.

Um deputada polonesa, indignada contra a campanha, saiu-se com esta:
"Um feto e Adolf Hitler é uma comparação injustificada. A ideia desse painel é inaceitável e ultrapassa as fronteiras da decência"
A deputada, apesar de parecer não entender o teor do cartaz (ou fingir que não entendeu...), está corretíssima.

Não cabe a comparação. Os não-nascidos são inocentes...

E ela ainda fala em decência!

-----
Fonte: G1

Um comentário:

João Soares disse...

Parabéns pela postagem!
E, como diria o popular também: "O pior cego é o que não quer ver."

Pax Domini.