/* Google Analytics */ /* Google Analytics */

quinta-feira, abril 09, 2009

As sandices do ateu-lógico


Depois do ateu-crente que achou por bem dar uma passada por aqui, agora foi a vez do ateu-lógico. Bem... Na verdade, parece que todos os ateus acham-se o máximo em matéria de Lógica, algo como se fossem os únicos seres iluminados o suficiente para encadear um pensamento ou sustentar um argumento. Tsc, tsc...

Mas o mais engraçado é que parece haver ateus que deixam de acreditar em Deus não por causa de uma dúvida real, mas por causa de uma revolta. E, muitas vezes, por causa de uma revolta fútil.

Conheço ateus sinceros, gente que buscou sinceramente a Deus e que, por um motivo ou outro, não o encontrou ou mesmo que tenha perdido a fé. Isto é uma coisa. E conheço também aqueles que se utilizam de algum fato concreto para justificar sua rejeição a Deus, como se houvesse algo além de nosso próprio coração que nos afastasse de Deus. Outra coisa é gente que se diz ateu mas que na verdade quer mesmo é posar de inteligente ou fazer parte de um clubinho no qual a passagem de entrada é parecer -- ênfase no parecer -- superior aos que acreditam em Deus.

Geralmente, é este o pessoal que faz militância pelo mundo afora, são os que gastam dinheiro para colocar cartazes contra a fé das pessoas como se isso adiantasse de algo. Não adianta, claro, mas pega bem para a galera, na próxima reunião dá para contar umas piadas e tal. É como adolescentes que ficam contando vantagens para seus pares... E apenas isto.

Uma coisa que é muito entediante nos militantes ateus é que eles acham mesmo que têm algo a ensinar ao resto do mundo. É devido a isto o tom pseudo-didático do ateu-lógico abaixo. Ele, que se identificou como sergioCBJ, talvez ache sinceramente que tenha algo a ensinar aos crentes, principalmente por ter sido um quase pastor. Tédio puro...

***

"Eu sou ateu e afavor do aborto em caso de estupro ou risco à vida da gestante.

É errado afirmar que porque hitler era deista, que todo deista é lunático.

Assim como afirmar que porque um certo número de padres são pedófilos, que todos os católicos também o são.

Assim como afirmar que por um ateu cometer alguma atrocidade, que todos cometeriam."
Sobre o aborto, quem acha justificável o aborto direto deve, em primeiro lugar, provar que o que vai no ventre da mãe não é um ser humano. Não há como defender um aborto, de qualquer tipo que seja, se o fruto da concepção é um ser humano.

De forma alguma eu disse que se um ateu cometeu uma atrocidade todos cometeriam. O que afirmei, e volto a afirmar, pois parece que foi meu post sobre dr. Mengele que deixou alguns ateus incomodados, é que na questão do aborto, qualquer que seja a crença da pessoa, ou mesmo que seja atéia, eles estão ao lado de ninguém menos que dr. Mengele. Pois é... Enquanto os pró-vida têm ao seu lado uma Madre Teresa de Calcutá, os abortistas têm Mengele. Mas que posso eu fazer, nesta questão cada um escolhe o lado que mais lhe agrada.

"Sobre a bíblia que o rapaz falou, ele quis dizer que Deus mata por exemplo, crianças inocentes egípsias.(se não me engano, foi a última praga)

Você leu a biblia toda e quer continuar acreditando nela? Que bom. Todo mundo precisa acreditar em algo as vezes.

Só não envolva ninguem nisso.

Eu pessoalmente acho errado quando crenças religiosas interferem na vida de todas as pessoas de um pais.. como é o exemplo do aborto.

Infelizmente, religiosos ao invés de discutir o tema do aborto em cunho lógico, vocês preferem usar a bíblia para interferir em assuntos de estado."
O sergioCBJ parece que não entendeu o que eu escrevi... Então vou tentar explicar melhor: o que falei nada tem a ver com qualquer passagem da Bíblia, tem a ver com o absurdo de uma pessoa que se diz ateu tentar argumentar que é um absurdo crer em Deus porque ele teria matado crianças. Afinal, o ateu acredita ou não em Deus? Ou será que acredita apenas para criticar? Ou será que não é bem que ele não acredite, mas apenas que não concorda com os métodos? Ou seja, é uma confusão.

E o sergioCBJ, talvez por seu passado de protestante (o que ficará claro mais à frente), parece pensar que a fé se reduz a "acreditar na Bíblia". Fé temos em Deus e a Bíblia é a palavra deste Deus. E seu "todo mundo precisa acreditar em algo às vezes" parece mais coisa da lavra do ateu-crente, de quem ele tomou as dores.

Mas o sergioCBJ dizendo que acha errado quando a crença religiosa interfere na vida de todas as pessoas de um país tenta, espertamente, dizer que quem é contra o aborto assim é por razões meramente religiosas. Ele ignora que há até mesmo ateus que não são favoráveis ao aborto.

Aliás, talvez isto seja ainda resquícios de seu tempo como protestante, ele diz que sei lá quem prefere utilizar a Bíblia para interferir em assuntos de Estado. Não tenho a menor idéia de quem ele está falando, talvez ele esteja apenas dando voz a seus preconceitos...

Seu "cunho lógico", ao qual ele didaticamente tenta direcionar o tema do aborto, curiosamente passa longe das evidências científicas de que o que existe após a concepção é já um ser humano. Talvez o "cunho lógico" de sergioCBJ ache que o fruto da concepção possa ser um pato, um búfalo ou, levando tal lógica peculiar mais à frente, quem sabe talvez possa ser até um diamante ou um pé-de-couve.

A verdade é que sergioCBJ quer posar de humanista ou sei lá o quê e achar que tudo está bem abortar uma criança gerada em estupro. Faltou ele provar, usando seu "cunho lógico" que a criança não é humana ou que ela merece morrer pelo crime de seu pai.
""a biblia não deixa"
"não matarás.."

Vocês poderiam simplesmente argumentar que a ciência ainda não consegue definir o que é a vida e que enquanto ela não conseguir definir a vida, o que ela é, então todos os seres humanos, em qualquer idade ou fase, devem ser considerados vivos ou mortos.

Como um senhor de 60 anos está vivo, logo um embrião também está até que a ciência prove o contrário.. ou ambos deveriam ser considerados mortos.

E se você tira a vida de um ser humano, então deverá ser acusado de homicidio doloso.. já que o seu direito acaba quando o do outro começa.

Isso é uma argumentação, é a que eu sempre usei contra o aborto."
Mais passado protestante... E, pelo jeito, protestantismo de seitas, coisa que é bem diferente do protestantismo histórico. Cabe ao sergioCBJ provar que é errado o "Não matarás".

E o pseudo-didatismo do comentarista é entediante. Entediante e ignorante, pois o que ele chama de argumentação fica perto de ser infantil. Talvez seja por isto que sua fortíssima argumentação contra o aborto chega ao ponto de permitir que um ser humano seja abortado pelo crime de seu pai. E é ele que quer ensinar os outros a argumentar corretamente?

E ele falha miseravelmente em sua argumentação, pois ninguém duvida que o fruto da concepção é um ser humano, só um abortista cego ao que diz a ciência biológica diria o contrário. O que os abortistas tentam é que haja casos em que a vida já concebida possa ser justificadamente eliminada.
"Mas falar:"não matarás", "na bíblia está escrito.."

Não é uma argumentação válida já que nem todos acreditam na bíblia ou em Deus; como eu.

É completamente errado, colocar uma crença entre o povo e a justiça.

Imagina se os satanistas o fizessem para justificar o assassinato para suas oferendas.(apesar de que "satanistas" propriamente dito, não existem, como religião eles tem outro nome que eu não lembro)"
Talvez ainda como ex-protestante, sergioCBJ pensa que quem adere a um credo só consiga argumentar utilizando a Bíblia. Provavelmente sergioCBJ ignora -- ele ignora tanta coisa... -- que o "Não matarás" não é uma coisa apenas de católicos, de protestantes ou de judeus. Não! O não matar é tão universal que até mesmo ateus a ele aderem. É uma questão de Direito Natural, ao qual todos estamos submetidos.
""nossa bíblia diz..."

Existe uma forma de todos nós convivermos bem, socialmente e sem agressões morais.

Essa forma, é quando nós pararmos de colocar nossos credos entre nós e outras pessoas.

"Eu sou ateu, não vou andar com evangélicos..."

"eu sou evangélico e não vou falar com homosexuais.."

"Eu acredito nisso por causa da minha religião, logo todos deveriam também...""
Não tenho a menor idéia de com quem sergioCBJ tem andado, mas eu lhe sugeriria que procurasse um novo ambiente. Pode até ser que suas experiências sejam de tal tipo, mas daí até ele imaginar que o que lhe acontece no particular é o normal de forma universal vai uma grande distância.

Mas o que ele ignora é que desejar que uma pessoa religiosa tenha que deixar de lado suas convicções, seus princípios porque só desta forma seria possível uma convivência pacífica -- segundo o que ele pensa --, beira o absurdo, tanto quanto seria absurdo pedir a um ateu que acreditasse em algo porque apenas assim ele poderia conviver bem com os crentes.

É completamente errada a idéia atual que o denominador comum entre os homens seria que não demonstrassem suas crenças. Historicamente e antropologicamente, os homens crêem. É coisa bem recente isto de inventarem que quem crê deve deixar sua crença em lugar inacessível; muito pelo contrário, quem crê deve sempre mostrar ao outro sua crença, pois esta é parte integrante de sua pessoa.
"É bom argumentar, mas com clareza, sem fanatismo, tanto religioso como anti-religioso.

Usando o bom-senso para não ofender ninguem e sem impor suas crenças e opniões sobre à dos outros."
O que o sergioCBJ chama de "bom-senso" é que os religiosos tenham que deixar suas crenças de lado para conviver bem com ele. E ainda se acha em posição de chamar alguém de fanático...

Em primeiríssimo lugar deveria ele ter consciência de que isto de deixar a fé de lado é coisa que só faz mesmo sentido na cabeça de ateus. Quem tem fé não a coloca de lado nunca, seja na vida particular ou na pública. Se os ateus conseguem ser seres bicéfalos, isto é lá com eles... Só não queiram também que os crentes também o sejam.
"Utopia?

Talvez, mas eu sou um ateu, e acredito veementemente que eu não preciso me preocupar com um paraíso no céu, eu estou na terra e pretendo fazer de tudo para que ela seja um paraíso.

E se no final das contas eu encontrar com um buda, kishma, Deus ou seja la qual for o nome, o importante não vai ser que eu tenha seguido um dogma para entrar no céu, mas que eu tenha seguido meu bom-senso.. se isso me fizer entrar, que bom, se não, paciência.. eu fiz o melhor ao meu alcance e sem faze-lo por temer nenhum castigo, mas por boa vontade e respeito pelos outros seres humanos que dividem esse mundo comigo."
E o nosso amigo ainda se mostra confuso, pois ele mistura um "talvez" com um "acredito veementemente" na mesma frase. Realmente, estes ateus não ajustam seus discursos...

E é ele que quer ensinar aos crentes como viver sua fé... E o pior é que ele, do alto de sua empáfia, saca nada do assunto que quer dar aula. Ele pensa, que por ter sido religioso, fala do assunto com alguma autoridade. Mas que nada! Ser ex-religioso, em seu caso, só nos deixa ver o porquê ele abandonou o bom caminho: sua idéia de religião ou mesmo de Deus é incompatível com uma fé esclarecida e saudável.

E ele parece confundir temor a Deus com terror de Deus... Não é à tôa que ele quer passar uma idéia -- falsa -- de que é um ser livre. É nada... Na verdade, ele trocou uma idéia falsa de Deus, que o devia assombrar, por uma idéia falsa de liberdade, na qual seu nariz é o único parâmetro de suas ações. Isto não é liberdade... É, antes, o orgulho em sua forma mais pura.

E sua patética dúvida -- "E se no final das contas..." -- só nos deixa ver a quantas vai o seu pensamento ateu. Na verdade, ele, neste caso, se parece muito com o ateu-crente, que não acreditava acreditando. Quer porque quer não acreditar, e também fazer pouco dos que acreditam, empinando o nariz sempre que podem. Riem-se dos crentes, mas, quando colocam o discurso no papel, surge a dúvida -- "E se no final ...", "Se eu entrar...". Mas que raios de ateus são estes afinal?
"Eu sinceramente acho que vocês deveriam parar de se preocupar ,as vezes, com o paraíso e dar um pouco de atenção para esse mundo e para as pessoas que precisam de ajuda.

Se o paraíso existe, ele está lá, não vai sair de lá só porque você parou de pensar nele por um segundo para dar atenção para algo desse mundo.. como a desigualdade, a fome, pobreza e etc."
Não sei se o sergioCBJ estava tentando ser engraçado ou se ele realmente estava tentando falar uma coisa séria. O fato é que ele falha clamorosamente em ambas as tentativas. Se tentou humor, devia procurar outra área; se tentou falar sério, deveria parar de falar besteiras publicamente, ao menos.

O sergioCBJ, do alto de seu pensamento "lógico" evita abordar o assunto que muito provavelmente são os crentes, os religiosos de várias religiões, que mais ajudam seus semelhantes. Ele esquece dos hospitais, das escolas, dos asilos, dos orfanatos, das pastorais, etc. Ele esquece, por exemplo, que a Santa Igreja é a instituição que mais auxilia no tratamento de contaminados por HIV no mundo. Ele esquece do papel que a Igreja tem para minimizar os efeitos da fome e da doença em várias localidades do mundo. Aqui mesmo, no Brasil, o trabalho da Pastoral da Criança é elogiado até mesmo por uma entidade como a UNICEF, que mistura cuidado de crianças com facilitação ao aborto mundo afora.

Resumindo: a fala de sergioCBJ só faria sentido se ele estiver sofrendo de um seríssimo caso de privação de sentidos. Como nitidamente este não é o caso, só podemos concluir uma coisa: é má-fé mesmo.
"Se o paraíso é para os bons.
Logo, se você for bom e se comportar naturalmente, você vai entrar nele.

As igrejas vivem abarrotadas, Deus não ligaria se você faltasse um dia para ajudar alguem ou para ver aquele debate entre políticos para saber quem vai guiar sua nação por quatro anos."
Realmente... Não sei se é um defeito dos ateus tupiniquins, ou se é um padrão internacional... Mas é impressionante o quanto eles insistem em falar de Deus, apesar de se dizerem não-crentes. Só se pode concluir que são ateus não tanto por opção, mas por orgulho, pelo raro prazer de se dizerem tal.

Até na agenda dos religiosos ele quer dar pitaco! E desde quando ir à Igreja afasta alguém do auxílio ao próximo ou o impede de atuar politicamente? Ora, sergioCBJ... Para alguém que quer se pavonear de sua lógica, você vai bem ruinzinho. Mesmo deixando de lado os exemplos fartos que tenho à minha volta, de minhas experiências concretas, nem é preciso muito para pensar em várias pessoas de vida pública que deixam por terra uma "argumentação" como esta.

Se sergioCBJ gastasse 2 segundos de seu tempo, se ele colocasse raciocínio no lugar de seus preconceitos, evitaria fazer este papel de bobo.

Bem... Talvez isto seja reflexo de suas experiências e do ambiente em que ele desenvolveu sua "religião".
"Afinal, na bíblia está escrito que jesus vai negar a entrada ao paraíso e dizer para essas pessoas que ficaram de fora, que elas não o ajudaram quando ele precisava.

Elas irão questioná-lo e ele dirá que elas não ajudaram os "pequeninos" dele e que por consequencia, não o ajudaram.

Logo, se você for decidir o presidente que vai dar mais educação para as crianças, diminuir a desigualdade do país para elas, deixar um mundo mais limpo também para elas.

Então você estaria cumprindo a vontade de Deus."
E não é que ele insiste em suas sandices?

E pior ainda... O sergioCBJ, o Lógico, mostra-se um infantil político. E é ele que quer ensinar aos outros como se portarem. Pfui...

Chega a ser irônico ele falar de presidente que vai dar "educação para as crianças". Quais crianças, sergioCBJ? Não as que foram abortadas sob a alegação que devem pagar pelos crimes de seus pais, não é mesmo? Não aquelas que morrem sob o falso motivo de que fariam suas mães morrerem, não é mesmo?

Pois é... Concordamos quanto à "educação para as crianças". Pena que discordamos exatamente sobre as crianças, pois enquanto eu e muitos outros temos a certeza de que todas têm o direito de viver, você, por outro lado, acha por bem colocar-se no papel de decidir quais delas merecem uma vida e uma educação.

Advinha quem está cumprindo a vontade de Deus?
"Eu não sei do que eu estou falando?
Eu sei sim.
Já fui evangélico e já fiz seminário para ser pastor.. em tése, eu sou.
Mas eu já abandonei por diversas razões que não valem à pena comentar para não causar briga."
Você foi protestante? Aliás, este é o termo correto... És um "pastor em tese"? (Não tenho a menor idéia do que seja isto...) E daí? E isso lá te dá autoridade para algo? Mesmo porque por tuas idéias dá para ver que você ou nunca soube de nada mesmo ou, se soube, fez questão de distorcer cada ponto aprendido e agora fica tentando utilizar esta distorção que restou como se fosse a fé comum.

E nem será comigo que você criará briga, mas só não tente colocar em fatores externos a culpa por tua derrocada, pois o que você demonstra só nos deixa ver que o que restou em você é uma mistura de generosas doses de ignorância e preconceito.
"Mas mesmo quando era, eu era defensor da política de que todo religioso tem que além de reservar um tempo para sua religião, reservar um tempo para seu país e consequentemente, para o próximo. Cya"
Mais uma prova da ignorância de sergioCBJ sobre o que é ser um religioso, como se ele, com este discurso, fosse original ou algo parecido. Isto, na verdade, demonstra mais ainda a falta sua de conhecimento, coisa fundamental para quem acha que está na posição de dar aulas a alguém.

Que tal se o sergioCBJ desse uma lida nisto aqui:
"As sociedades democráticas actuais, onde louvavelmente todos participam na gestão da coisa pública num clima de verdadeira liberdade, exigem novas e mais amplas formas de participação na vida pública da parte dos cidadãos, cristãos e não cristãos. Todos podem, de facto, contribuir através do voto na eleição dos legisladores e dos governantes e, também de outras formas na definição das orientações políticas e das opções legislativas que, no seu entender, melhor promovam o bem comum. Num sistema político democrático, a vida não poderia processar-se de maneira profícua sem o envolvimento activo, responsável e generoso de todos, “mesmo na diversidade e complementaridade de formas, níveis, funções e responsabilidades”."
Este pequeno trecho, de significado cristalino, é a "Nota Doutrinal sobre algumas questões relativas à participação e comportamento dos católicos na vida política", da Congregação para a Doutrina da Fé. Ou seja, sergioCBJ tem nada de original ou progressista. Seu ateísmo é, na verdade, só um atraso arrogante que pensa que é lógico.

13 comentários:

Ricardo disse...

Optimo post sobre a verdade, em http://www.companhiadosfilosofos.blogspot.com/

Lucetta Scaraffia, “A importância da verdade”

1. Certamente a característica da missão de Bento XVI é a verdade.

http://www.companhiadosfilosofos.blogspot.com/

Sérgio disse...

Nossa!
Hehe
Você gastou esse post todo para não falar nada?

Eu não sou afavor do aborto.

Não vou apontar todos os erros desse post porque eu iria perder umas boas horas escrevendo..

Mas vamos ver alguns:

"Sobre o aborto, quem acha justificável o aborto direto deve, em primeiro lugar, provar que o que vai no ventre da mãe não é um ser humano."

Exato, essa é exatamente minha justificativa contra o aborto.
Se você não pode provar que um ser humano em uma certa fase não possui vida, então abortar é homicídio doloso.

"Ele ignora que há até mesmo ateus que não são favoráveis ao aborto."

Como se eu sou contra o aborto e sou ateu agnóstico?

"Seu "cunho lógico", ao qual ele didaticamente tenta direcionar o tema do aborto, curiosamente passa longe das evidências científicas de que o que existe após a concepção é já um ser humano"

É cunho judicial.
Assim como você é inocente até que se prove o contrário.
Um ser humano em qualquer fase está vivo, até que se prove o contrário.

Isso é um dos pressupostos que a justiça segue para que ninguem tenha seus direitos violados.

"Talvez ainda como ex-protestante, sergioCBJ pensa que quem adere a um credo só consiga argumentar utilizando a Bíblia."

Eu tenho certeza que a maioria só o consegue através da bíblia e o resto, através da "pseudo-ciência".
Você é uma prova de alguem que não consegue provar que um feto é um ser vivo.. só diz o que todos já sabem sobre a vida ser um direito à todos.

"uma pessoa religiosa tenha que deixar de lado suas convicções"

Não, você não entendeu e ainda distorceu minhas palavras.
Você não precisa deixar de lado suas crenças, ninguem deixa.
Só não as colocar entre você e alguem.
O que significa que se você encontrar um gay em uma festa, você não precisa gritar: "você vai pro inferno!"

"bom-senso é que os religiosos tenham que deixar suas crenças de lado para conviver bem com ele"

É a mesma coisa que eu disse acima.

"E o nosso amigo ainda se mostra confuso, pois ele mistura um "talvez" com um "acredito veementemente" na mesma frase. Realmente, estes ateus não ajustam seus discursos.."

O "talvez" tem a ver com a "utopia".
Eu perguntei.. "isso é utopia?"(utopia?).. talvez.


Enfim, cansei de te parafrasear.
Você afirma milhares de vezes que eu passo idéias falsas e sou ignorante mas em nenhum momento diz o porquê ou explica seu ponto de vista... para você, ele é real e ponto final.
Isso é orgulho... o orgulho que você diz ser o meu mas que está "nos olhos de quem ve".


Sobre a minha incerteza sobre a existência de Deus, é simples explicar.
Eu sou ateu agnóstico.
Agnósticos dizem que não existem provas contra a existencia de Deus bem como afavor de sua existência.

Essa é a posição científica correta à se tomar.
Se você afirma algo, você tem que provar.
Se eu afirmasse que Deus não existe, eu teria que provar mas não posso.
Assim como quem diz que Deus existe, precisa provar.. mas não podem.

Se você me disser que alienigenas existem, você também terá que provar.



Sobre o cristianismo ajudar muitas pessoas.. isso quer dizer que se não fossem cristãos, vocês não ajudariam?
Então não são bons de verdade.
Os cristãos também compõe mais de 80% das pessoas presas hoje em dia, contra 0,23% da parcela atéia.
Isso tem a ver com a quantidade.
Existem mais cristãos no mundo, então eles são os que farão mais o bem e mais o mal.

Antes de falar algo cara, da uma estudada sobre o que é uma falácia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Falácia

Você usou tantas, que não da para enumerar.

E tire a aprovação dos comentários já que você está certo.. não precisa que o único ponto de vista apresentado, seja o seu, não é? =P hehe

William Murat disse...

Sérgio deixou um novo comentário sobre a sua postagem "As sandices do ateu-lógico":

"Nossa!
Hehe
Você gastou esse post todo para não falar nada?

Eu não sou afavor do aborto.

Não vou apontar todos os erros desse post porque eu iria perder umas boas horas escrevendo.."
###
SergioCBJ? É vc, certo? Meu caro, vc é sim a favor do aborto. Só que vc acha, sei lá, bonitinho se dizer contra e, ao mesmo tempo, ser a favor de aborto em caso de estupro. Novidade para você: vc é a favor. Só te falta a coragem necessária para admitir.

Veja só o que vc escreve agora: "Eu não sou afavor do aborto."

E compare com o que vc escreveu na primeira vez: "Eu sou ateu e afavor do aborto em caso de estupro ou risco à vida da gestante."

E engana-se vc se pensa que a cada postagem aqui eu quero falar algo novo. Meu caro, não sou um "pastor-em-tese" como vc... Ainda mais quando exponho comentários como os teus a única função da postagem é mostrar as bobagens escritas por gente que se quer muito humanista, muito racional, gente que é capaz de ser contra e a favor do aborto...
###
Mas vamos ver alguns:

"Sobre o aborto, quem acha justificável o aborto direto deve, em primeiro lugar, provar que o que vai no ventre da mãe não é um ser humano."

Exato, essa é exatamente minha justificativa contra o aborto.
Se você não pode provar que um ser humano em uma certa fase não possui vida, então abortar é homicídio doloso.
###
Ué? E vc acha que o que vai no ventre da mãe perde a sua humanidade por causa do crime de seu pai?
###
""Ele ignora que há até mesmo ateus que não são favoráveis ao aborto."

Como se eu sou contra o aborto e sou ateu agnóstico?"
###
Não, vc não é contra o aborto...
###
""Seu "cunho lógico", ao qual ele didaticamente tenta direcionar o tema do aborto, curiosamente passa longe das evidências científicas de que o que existe após a concepção é já um ser humano"

É cunho judicial.
Assim como você é inocente até que se prove o contrário.
Um ser humano em qualquer fase está vivo, até que se prove o contrário.

Isso é um dos pressupostos que a justiça segue para que ninguem tenha seus direitos violados."
###
"Cunho judicial"?? Tente outra, meu caro. Volto a dizer: tua forma de argumentação é péssima. Querer aplicar um "cunho judicial" às ciências biológicas beira o absurdo. Mais ainda para quem se coloca no pedestal argumentativo como você. Isto é arrogância, nada mais. Arrogância com altas doses de pretensão e ignorância.
###
""Talvez ainda como ex-protestante, sergioCBJ pensa que quem adere a um credo só consiga argumentar utilizando a Bíblia."

Eu tenho certeza que a maioria só o consegue através da bíblia e o resto, através da "pseudo-ciência".
Você é uma prova de alguem que não consegue provar que um feto é um ser vivo.. só diz o que todos já sabem sobre a vida ser um direito à todos."
###
Ih... Tente outra, novamente... Tenho nada com a turminha com quem vc andava, que acha que a Bíblia é manual de instruções para tudo. Não confunda católicos com os neo-pentecostais com quem vc andava. Eu apenas dou voz ao que qualquer tratado sério de Embriologia fala sobre o fruto da concepção. Vc quer o que mesmo? Que eu escreva também um tratado sobre Embriologia?
###
""uma pessoa religiosa tenha que deixar de lado suas convicções"

Não, você não entendeu e ainda distorceu minhas palavras.
Você não precisa deixar de lado suas crenças, ninguem deixa.
Só não as colocar entre você e alguem.
O que significa que se você encontrar um gay em uma festa, você não precisa gritar: "você vai pro inferno!""
###
Na verdade, vc é que está querendo saber mais do que te é possível. Se a turma com quem vc andava, e talvez até vc mesmo, andava pelas festas gritando e intimidando gays, isto é contigo. Só não pense que todos os cristãos ajam como vocês.

Vc tem o péssimo hábito de agigantar suas experiências pessoais e particulares como forma de entender o universo. Meu caro, o mundo é um pouco maior que teu umbigo. Acredite nisto!
###
""bom-senso é que os religiosos tenham que deixar suas crenças de lado para conviver bem com ele"

É a mesma coisa que eu disse acima.

"E o nosso amigo ainda se mostra confuso, pois ele mistura um "talvez" com um "acredito veementemente" na mesma frase. Realmente, estes ateus não ajustam seus discursos.."

O "talvez" tem a ver com a "utopia".
Eu perguntei.. "isso é utopia?"(utopia?).. talvez."
###
Eu entendi perfeitamente o que vc escreveu. O absurdo é vc, um ateu, não ter a coragem de riscar o "talvez". É por isto que este papo de "sou ateu e agnóstico" é besteira. Um tem dúvida, o outro não. Querer juntar a dúvida com a certeza dá em gente como vc, que se diz contra o aborto, mas acha ok abortar desde que o motivo seja o estupro.
###
"Enfim, cansei de te parafrasear.
Você afirma milhares de vezes que eu passo idéias falsas e sou ignorante mas em nenhum momento diz o porquê ou explica seu ponto de vista... para você, ele é real e ponto final.
Isso é orgulho... o orgulho que você diz ser o meu mas que está "nos olhos de quem ve"."
###
Cansou? Sobre este assunto específico, sim, reafirmo, vc é um ignorante. Os porquês, todos, estão no texto. Pena que vc não consegue enxergá-los. E se não estão neste, estão no blog. E se não estão no blog, estão nas fontes que indico.

E vc ficou amuado porque não me dou ao trabalho de ficar esmiuçando meu ponto de vista para vc? Meu caro, vc está querendo que eu te dê mais importância que o merecido... E eu lá tenho obrigação de ficar te explicando minuciosamente alguma coisa? E eu lá estou em alguma forma de debate contigo? Lembro que foi vc que chegou aqui querendo dar aulas sobre como alguém deve argumentar e etc. O tom que uso em minhas respostas é proporcional à seriedade passada pelo comentarista.
###
"Sobre a minha incerteza sobre a existência de Deus, é simples explicar.
Eu sou ateu agnóstico.
Agnósticos dizem que não existem provas contra a existencia de Deus bem como afavor de sua existência."
###
Vide o falei acima. Ateu-agnóstico, para mim, é coisa inexistente.
###
"Essa é a posição científica correta à se tomar.
Se você afirma algo, você tem que provar.
Se eu afirmasse que Deus não existe, eu teria que provar mas não posso.
Assim como quem diz que Deus existe, precisa provar.. mas não podem."
###
Meu caro, tenho pessoas muito próximas a mim que são agnósticas. E nenhuma delas diz as sandices que vc diz se arvorando em seu agnosticismo. Um atitude de dúvida, de dúvida sincera, não leva ninguém a escrever as besteiras que vc escreveu sobre a atuação de religiosos na vida pública. Repito: isto é preconceito de tua parte.
###
"Se você me disser que alienigenas existem, você também terá que provar.

Sobre o cristianismo ajudar muitas pessoas.. isso quer dizer que se não fossem cristãos, vocês não ajudariam?
Então não são bons de verdade.
Os cristãos também compõe mais de 80% das pessoas presas hoje em dia, contra 0,23% da parcela atéia.
Isso tem a ver com a quantidade.
Existem mais cristãos no mundo, então eles são os que farão mais o bem e mais o mal."
###
Rapaz... Não tenho a menor idéia de onde vc acha que aprendeu Lógica, mas sugiro que vc tente outro curso. Se foi no teu curso de pastor-em-tese, sugiro que esqueça tudo.

Deixa de ser bobo, rapaz... "isso quer dizer que se não fossem cristãos, vocês não ajudariam?" Diz aí onde foi que vc leu isto. É ou não mais uma amostra de teu preconceito? Ah, não... Mas é vc que usa de "cunho lógico" em tuas argumentações, não é mesmo? Faça então vc mesmo uma pesquisa e prove a vc mesmo a besteira que escreveu.

Mais uma vez, pífia tua tentativa de argumentar... Nem com números vc se sai bem. E daí que mais de 80% das pessoas presas são cristãs? Hummm... Qual o índice de cristãos em nossa população mesmo?

E olhe a sandice -- mais uma! -- que vc escreve:

"Existem mais cristãos no mundo, então eles são os que farão mais o bem e mais o mal."

De qual mundo mesmo vc está falando? Na canetada, vc deixou de fora os muçulmanos, os budistas, etc. Caramba! Até mesmo no exercício de teus preconceitos vc não faz a coisa direito. Tente novamente, até acertar.

E esta tua "lógica" reduz uma questão complexa a um simples questão quantitativa, o que é uma besteira de proporções estelares.
###
Antes de falar algo cara, da uma estudada sobre o que é uma falácia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Falácia

Você usou tantas, que não da para enumerar.

E tire a aprovação dos comentários já que você está certo.. não precisa que o único ponto de vista apresentado, seja o seu, não é? =P hehe
###
Ué? Enumere... Digo, porém, que quem chegou aqui querendo ensinar argumentação foi vc. E isto veio de quem quer dar "cunho jurídico" às Ciências Biológicas; de quem quer ser contra e a favor do aborto.

Ah, mais uma coisa... Até o momento não abri inscrições para o Conselho Gerencial deste blog. Por isto, dispenso tua sugestão. Se vc está tão incomodado com o que lê aqui ou como lido com comentários, o que eu tenho com isto? A solução é bem simples, não? :D
###

Sérgio disse...

Vou diminuir ainda mais o assunto, ta muito grande e para cada frase que eu falo, você comete pelo menos 2 erros.

"E isto veio de quem quer dar "cunho jurídico" às Ciências Biológicas; de quem quer ser contra e a favor do aborto."

Quando você quer proibir o aborto, então você já está apelando para o poder jurídico.
Então dar um cunho jurídico à qualquer assunto, não é errado.

"Um tem dúvida, o outro não. Querer juntar a dúvida com a certeza dá em gente como vc, que se diz contra o aborto, mas acha ok abortar desde que o motivo seja o estupro."

Sério?!
Vou te mostrar um erro seu anterior que eu deixei de citar por pura preguiça:

"Chega a ser irônico ele falar de presidente que vai dar "educação para as crianças". Quais crianças, sergioCBJ? Não as que foram abortadas sob a alegação que devem pagar pelos crimes de seus pais, não é mesmo? Não aquelas que morrem sob o falso motivo de que fariam suas mães morrerem, não é mesmo?"

Isso já vem com uma falácida que é o apela ao emocional.
Não se discute racionalmente apelando para o emocional.
Mas o mais incrível foi você dizer:
"falso motivo de que fariam suas mães morrerem"

Quer dizer que uma gravidez com risco à vida da mãe, é pura invenção dos médicos?
Eles só precisam de uma desculpa para matar um feto? hehe

"De qual mundo mesmo vc está falando? Na canetada, vc deixou de fora os muçulmanos, os budistas, etc. Caramba!"

O cristianismo é o que tem o maior número de seguidores entre todas essas.(incluo protestantes, católicos, "testemunhas de jeová" e por ai vai)

Mas o engraçado é que você pega o assunto e disvirtua ele completamente.

Eu disse que existem mais cristãos no mundo com relação à ateus.
Logo, mais pessoas tem mais chance de cometer o bem e o mal.
Citei que os cristãos são maioria nas prisões americanas.

Os estados cristãos ortodoxos(seguidores do catolicismo) são também, os maiores consumidores de pornografia homosexual.

Enfim, vocês são maioria, irão fazer mais o bem como você disse no caso das ONGs cristãs.
E farão mais o mal também.


Sabe qual a grande diferença entre eu e você?
Você se liga às suas crenças pelo emocional e diz que eu é que não tenho razão alguma.
Da para ver isso pela forma pacional, cheia de insultos infundados que você discute.

Hehe

Cansei de você e esses textos enormes e vazios(os seus).

Sim! você venceu!
Eu sou um ateu idiota que não sabe o que diz e quem deveria dar palestras entre nós dois, é você!
E você concerteza não precisa das minhas sugestões.. se tem um de nós dois que não usa o cérebro.. sou eu.. admito.
Na verdade, sabendo que eu seria ateu, Deus me negou um cérebro. hehe =P

Até uma próxima.. e tomara que essa "próxima" demore bastante.

William Murat disse...

"Quando você quer proibir o aborto, então você já está apelando para o poder jurídico.
Então dar um cunho jurídico à qualquer assunto, não é errado."
Entenda: vc querer basear toda tua "argumentação" sobre o aborto utilizando um princípio válido no meio jurídico é, sim, absurdo. Tanto é que o próprio Direito utiliza-se de conhecimentos auxiliares para tratar o assunto.

E eu e muitos outros não queremos proibir o aborto. Para nós, ele já é proibido, dado seu extremo erro moral. Não tenho o menor problema em falar nisto. O que é importante é que se deixe claro que sob qualquer ponto de vista uma argumentação pró-aborto é falha.

E principal testemunha da falha de tua "argumentação" sobre o aborto é vc mesmo, pois é vc quem se diz contra e, ao mesmo tempo, a favor.

"Um tem dúvida, o outro não. Querer juntar a dúvida com a certeza dá em gente como vc, que se diz contra o aborto, mas acha ok abortar desde que o motivo seja o estupro."

Sério?!
Vou te mostrar um erro seu anterior que eu deixei de citar por pura preguiça:

"Chega a ser irônico ele falar de presidente que vai dar "educação para as crianças". Quais crianças, sergioCBJ? Não as que foram abortadas sob a alegação que devem pagar pelos crimes de seus pais, não é mesmo? Não aquelas que morrem sob o falso motivo de que fariam suas mães morrerem, não é mesmo?"

Isso já vem com uma falácida que é o apela ao emocional.
Não se discute racionalmente apelando para o emocional.
Mas o mais incrível foi você dizer:
"falso motivo de que fariam suas mães morrerem"

Quer dizer que uma gravidez com risco à vida da mãe, é pura invenção dos médicos?
Eles só precisam de uma desculpa para matar um feto? hehe
É sério mesmo! Acredite! O curioso é que vc rebola, rebola, e evita discorrer sobre como consegue ser contra e a favor do aborto ao mesmo tempo.

Meu caro, tente novamente... Vai tentando até conseguir. Apelo emocional? Por que? Porque simplesmente achei, e acho, absurdo vc ficar preocupadinho com a educação de algumas crianças enquanto se lixa para outras que vão parar na lata de lixo?

Isto tem nada de emocional, meu caro... É apenas um fato. Agora, se vc disser que rejeita TODO tipo de aborto, ai, então, estaremos em outro patamar. Mas enquanto isto não acontecer, tua preocupação seletiva não tem nada de emocional, é apenas um fato.

O irônico é que vc rasga as vestes porque digo a verdade sobre crianças abortadas, chama de apelo ao emocional (não é), chama de falácia (também não...) e tudo mais, mas o que continua não te incomodando é que crianças vão parar na lata de lixo. Meu caro, isto é fato. Se vc prefere olhar para o lado, fazer o quê?

E sim, vc entendeu corretamente, o risco de vida das mães é pura invenção de muitos médicos. O caso de Alagoinha é emblemático disto. Havia risco à vida da menina? Não! Quem quiser, pode dar uma checada aqui

http://www.jornadacrista.org/?p=1357

e ver que isto de falar que uma adolescente ou mesmo uma criança que esteja grávida é como uma sentença de morte é uma besteira sem tamanho. Acredita quem quiser.

E outra coisa: pare de inventar. Eu jamais disse que não acredito em gravidez de risco, que era exatamente o caso de Alagoinha. Só que chamar gravidez de risco de pena de morte é absurdo e coisa que só faz sentido na cabeça de abortistas.

"Eles só precisam de uma desculpa para matar um feto? hehe" -- por aqui dá para ver tua ignorância sobre o assunto, que aponteu desde o início. É exatamente isto! Só precisam mesmo de uma desculpa... Vc sabia, aliás, que em muitos países a mulher, por força de uma legislação patética tem apenas que se dizer psicologicamente abalada pela gravidez? Pois é... É apenas um pretexto para o médico colocar em um formulário que fará as glórias de um burocrata da morte qualquer.

Sabe o resultado da falta de amor da mãe, do pretexto do médico e da glória do burocrata? Um bebê na lata de lixo. Fato.

"De qual mundo mesmo vc está falando? Na canetada, vc deixou de fora os muçulmanos, os budistas, etc. Caramba!"

O cristianismo é o que tem o maior número de seguidores entre todas essas.(incluo protestantes, católicos, "testemunhas de jeová" e por ai vai)
Meu caro, não queira me medir com teu polegar... Vc parece não entender ou é simples má-fé mesmo. O que eu quis dizer é que é um absurdo vc abordar um assunto de tal forma. Veja, se o que tivéssemos fosse um monte de minúsculas seitas e o cristianismo fosse, digamos, apenas duas vezes mais numeroso que a segunda colocada, vc poderia dizer exatamente o que disse e isto continuaria sendo uma rematada besteira.

E, além do mais, vc espertamente evita abordar a besteira maior que escreveu neste trecho. Vou colocá-la aqui de novo para vc não esquecer:

"Sobre o cristianismo ajudar muitas pessoas.. isso quer dizer que se não fossem cristãos, vocês não ajudariam?
Então não são bons de verdade."

E aí? Retira ou deixa a besteira como no original? Ou seja, vc utiliza um quantitatismo infantil para que mesmo? Ah, sim: como forma de exercitar teu preconceito contra os cristãos.

Mas o engraçado é que você pega o assunto e disvirtua ele completamente.

Eu disse que existem mais cristãos no mundo com relação à ateus.
Logo, mais pessoas tem mais chance de cometer o bem e o mal.
Citei que os cristãos são maioria nas prisões americanas.

Os estados cristãos ortodoxos(seguidores do catolicismo) são também, os maiores consumidores de pornografia homosexual.

Enfim, vocês são maioria, irão fazer mais o bem como você disse no caso das ONGs cristãs.
E farão mais o mal também.
Meu caro, não desvirtuo nada... Só que não caio nas armadilhas que vc quer mascarar como "argumentação". Talvez isto funcione entre os teus; comigo, não.

Ainda não entendi o ponto de tua argumentação... Vc quer dizer o quê? Que países onde o ateísmo é maior são também aqueles onde tudo vai às maravilhas? É isto?

Bem, depende do que vc chama de maravilha. Pegue a Holanda, por exemplo. Eutanásia, aborto a qualquer momento, intolerância a imigrantes, anti-religião, etc. É isto? E a Suécia? Meca da pornografia, aborto liberado, etc.

Ou seja, tua "argumentação" tem a profundidade de uma poça...

Veja isto aqui:

"Os estados cristãos ortodoxos(seguidores do catolicismo) são também, os maiores consumidores de pornografia homosexual."

Olha... Só este trecho dá para sacar que vc sabe nada de catolicismo. Tudo bem, tudo bem... Ninguém é obrigado a saber de tudo, não é mesmo? Mas o complicado é quando alguém quer subir no banco de sua ignorância para gritar aos outros que sabe de algo. Pega mal.

Sabe qual a grande diferença entre eu e você?
Você se liga às suas crenças pelo emocional e diz que eu é que não tenho razão alguma.
Da para ver isso pela forma pacional, cheia de insultos infundados que você discute.

Hehe
Tava faltando o restinho de teu protestantismo aparecer por aqui...

Meu caro, isto de crença pelo emocional é coisa protestante. Católicos tem uma relação bem saudável com a Fé, que é uma adesão do intelecto à Verdade Eterna.

E vc não tem razão nenhuma mesmo. Quer que eu minta para te agradar? :-)

Mas diga lá quais "insultos" te incomodaram... Só porque eu disse que vc é ignorante em tal assunto? E é mesmo! Pode retrucar e dizer que sou ignorante em Física Quântica, por exemplo. :D

A diferença entre eu e você é que eu vou atrás das informações e tento me aprofundar até onde me for possível; já você quer pegar tuas experiências pessoais e medir o mundo apenas com elas. Isto dá o resultado que podemos ler em teu discurso: preconceito quase puro.

Cansei de você e esses textos enormes e vazios(os seus).

Sim! você venceu!
Eu sou um ateu idiota que não sabe o que diz e quem deveria dar palestras entre nós dois, é você!
E você concerteza não precisa das minhas sugestões.. se tem um de nós dois que não usa o cérebro.. sou eu.. admito.
Na verdade, sabendo que eu seria ateu, Deus me negou um cérebro. hehe =P

Até uma próxima.. e tomara que essa "próxima" demore bastante.
Ô, meu caro, fica tristinho não! E nem adianta tentar dar carteirada com tuas palestras ou sei lá mais o quê... Sinto pena apenas do pessoal que te ouve. Se pagam, dá mais pena ainda.

Deus, Aquele em quem vc não acredita, ou acha bonitinho dizer assim, te deu um cérebro com certeza. Só que a utilização dele é de tua responsabilidade... O chato é que vc o utiliza para se confundir (contra e a favor, lembra?) e para exercitar teu preconceito.

Até a próxima! E fique com Deus!

[]´s

Eduardo Araújo disse...

Caríssimo William,

Resposta perfeita, a sua! Friso, em particular, o cuidado que tomou para evitar as armadilhas da pseudo argumentação abortista.

Falando em "emocional", é comum entre os defensores do assassinato de seres humanos não nascidos acusar toda e qualquer exposição de fatos que mostram a monstruosidade do que defendem de "sensacionalismo", "apelo emocional", "passionalismo".

Tudo não passa de retórica imbecil, grosseira e cínica - terrivelmente cínica - como se mostrar a pura e simples realidade fosse uma atitude sensacionalista ou passional.

Outro fato é que os abortistas tentam polarizar a questão do aborto como se fosse um duelo - absolutamente impossível - entre religião e humanitarismo. Nota-se, sem esforço, nos textos do Sérgio, como ele centra-se na religião, ou melhor, na caricatura de religião que ele toma de empréstimo a Richard Dawkins et caterva. É o único modo que ele encontra de refutar a nossa posição pró-vida: na verdade, contra-argumenta sua própria criação, ao mesmo tempo que finge não entender os fatos e sólidos argumentos que contrapomos às posições abortistas.

E para quem fala de "falácia emocional" (???), chega a ser cômico o estardalhaço emocional com que ele finalizou o último comentário. Aliás, emocional talvez nem seja o termo adequado: uma pessoa que na linguagem escrita alterna ira ("cansei de você..", "tomara que essa próxima demore bastante"...) com onomatopéias de risadinhas ("hehe") ...

Por último, agradeço-lhe as gentis palavras com que me brindou, nos comentários de um post do Jorge Ferraz. O assunto de então versava sobre história. Já li vários textos seus também sobre a matéria e permita-me elogiá-los por muito bons! Cito, só para exemplo, aquele sobre o abortista Josef Mengele, o "Herr Doktor" nazista. Mengele, como todos os nazistas, aliás, era adepto da prática de abortos, inclusive como método eugenista. Claro, os abortistas espernearãp e berrarão às pampas, mas nunca poderão negar esse fato.

Abraços

William Murat disse...

Caríssimo Eduardo:

Não há o que agradecer sobre a postagem lá no blog do Jorge! Vc realmente deu uma aula e todos aprendemos muito contigo.

Tenho especial gosto por teus comentários, meu caro amigo. Você sempre dá luz nova aos mais diversos assuntos. Espero que você mantenha sempre contato e continue comentando pelos blogs.

Aliás, se há alguém que deveria ter um blog, este é vc! Eu seria leitor assíduo!

Um grande abraço!

Sérgio disse...

E a vagabundagem intelectual continua a todo vapor! Depois da falácia do Dr. Mengele abortista, agora a falácia do ateísmo, como se vocês fossem católicos exemplares e não uma seita infiltrada nele. O problema de vocês é que se preocupam muito mais com a forma do que com o conteúdo. No caso do aborto, vocês não estão nem aí para criança alguma, visto que depois serão dadas à própria sorte. O arcebispo de Olinda e Recife perguntado em entrevista sequer sabia o nome da "pobre" menina. A preocupação de vocês é transformar o aborto em cavalo de batalha para tentar manter o mínimo de relevância da Igreja Católica, já que é uma das poucas causas que ainda desperta alguma paixão na população. De resto, a igreja se tornou irrelevante, tanto na ciência, quanto no suposto papel de "guia moral" da sociedade, sem sentido algum pós escândalos de pedofilia. O aborto permite à igreja posar de "defensora da vida", quando na realidade a História demonstrou que passou muito longe disso. Aliás, fôssemos adotar a mesma etimologia rasteira com que vocês tratam o assunto, poderíamos rotulá-los de "pedófilos"...Esforcem-se mais para pelo menos utilizarem argumentos menos apelativos, pois de "nazista" já basta o passado do Cardeal Ratzinger...

William Murat disse...

Meu caro Sergio... Mengele abortista não é falácia e você bem sabe disto. É fato! Incomoda-te com isto? Ué? Problema teu, meu caro. Eu escolhi meu lado, e olho ao meu redor e não vejo um Mengele, um Hitler, um Stálin, etc. Você escolheu o teu também, não foi?

E mais: deixa de desconversar. Pega mais mal ainda para você. "Não estão nem aí para a criança"? Faz o dever de casa e procura saber o número de orfanatos sustentados pela Igreja, de escolas, de asilos, etc.

E deixa de ficar parecendo ingênuo, pois isto não te ajuda em nada... O arcebispo provavelmente sabia o nome da menina, mas fez muito bem em dizer que não sabia. Sabe por quê? Porque a menina tem o direito à privacidade que lhe é assegurado por ser menor de idade e o arcebispo não poderia divulgar. Ou seja, o que ele fez mesmo foi dar um drible dos bons na pergunta capciosa do(a) repórter.

E deixa de ser vagabundo, rapaz. O aborto é um "cavalo de batalha" porque se trata de uma vida humana. Ou você nega isto? Se nega, basea-se em que mesmo? Na tua vontadezinha, né? Ué, se a Igreja tem tão pouca relevância por que é que você se dá ao trabalho de vir comentar no blog de um dos mais miseráveis servos de Deus? Não seria mais jogo se você ignorasse? Você é tão confuso...

E deixa de ser ignorante, rapaz. Isto só mostra teu nível de argumentação. Faz sentido! Para quem não sabe diferenciar um fato de uma falácia, você é de uma coerência ímpar. A Igreja sempre foi e continua sendo uma das maiores patrocinadoras da ciência. Sabe por quê? Por não temos medo da verdade... E você, que se borra todo e sobe nas tamancas quando ouve falar em Igreja, pode dizer o mesmo? Claro que não, né? No mínimo você é daqueles que "confunde" Estado Laico com Estado Ateu.

A Igreja é, sim, por excelência a defensora da vida. A maior prova disto é exatamente o aborto. Enquanto o mundo quase inteiro vai por uma direção de relativizar o valor da vida humana, a Igreja tem a coragem de remar contra a corrente e reafirmar este valor fundamental. E você, qual lado escolheu mesmo? Ainda é tempo: mude de lado. Mesmo que você seja ateu, pode ser pró-vida. Já se você não é pró-vida apenas porque não quer ficar do lado da Igreja, sinto te informar mas você nada mais é do que um escravo de teus ódios.

"(...) poderíamos rotulá-los de "pedófilos""! Ué? Não é exatamente o que você faz? E não venha me colocar no saco em que você se encontra, ok? Eu não afirmei que todo ateu é nazista... Afirmei que Mengele também foi um abortista. E o aborto, quer você goste ou não, foi das primeiras obras nazistas nos países ocupados. O aborto era para eles um dos métodos de dominação. Assim como foi o método de Stálin, um homicida atroz e cruel, que tornou a URSS a primeira nação a legalizar esta prática hedionda.

E quanto aos "pedófilo", volto a te aconselhar: estude mais. Aliás, muito mais! Diz aí quantos relatórios sobre abusos você já leu. Se você acusa de "pedófilo" aos católicos isto é contigo... Que posso fazer se teu desprezo pela verdade é tanto que você nem se importa em divulgar uma mentira? É este o teu método? Meu caro, aprenda: você querer chamar todos os fiéis ou mesmo apenas os padres de "pedófilos" é o equivalente a você chamar de torcedores do América a todos os cariocas. Pode ser legal no meio do teu grupinho, mas isto é tão falso quanto ser contra e a favor do aborto.

E mais uma vez repito: não chamei todos os ateus de nazistas, mas você chamar S.S. Bento XVI de nazista só demonstra quem é que apela neste caso. Mas... Não era você que tinha sabe-se lá quantos argumentos? Onde é que eles estão mesmo? Basta um pouquinho de corda, não é mesmo?

[]´s

Sérgio disse...

Rá, por falar nisso você está se enforcando na sua própria corda! E a vagabundagem continua! O seu objetivo em trazer à tona o Menguele abortista foi insinuar que todo opositor à sua pretensa defesa da vida (do estuprador), em todos os casos, é nazista. E não adianta vir com chorumelas! A sua argumentação é falaciosa na medida em que tenta imputar aos outros uma característica desabonadora do Menguele, como se por osmose todos a tivessem. É a tática do "espelho" - só que nesse caso quem está se olhando é você....Seria o mesmo que dizer que todo vegetariano é nazista, já que Hitler era. Depois dessa não adianta ficar todo dolorido quando chamam os padres de pedófilos ou o papa de nazista...Quando alguém coloca o debate nesses termos, podemos esperar pelo pior! E ele vem! É tudo baseado em achismos, como erroneamente achou que eu fosse ateu. Falar em "privacidade" quando todos no Brasil ficaram sabendo do caso e de quem eram os pais da menina, é uma piada - e de mau gosto. O bispo nem se preocupou em saber o nome da menina porque deslavadamente a usou em proveito próprio e de seus dogmas. Agora está lá, só e abandonada. O aborto agora é cavalo de batalha da Igreja porque ela perdeu todas as outras. Aliás ela caiu do cavalo com esse caso da menina de Pernambuco. Ficou claro quem são os retardados que colocam seus dogmas acima dos fatos, numa intervenção mais que inconveniente. E olha que nem sempre foi assim. Santo Agostinho, no século IV, seguindo a filosofia platônica, achava que a alma só era insuflada no novo ser 40 dias após a concepção. Isto se fosse homem, se fosse menina, 90 dias depois. O misoginismo cristão vem de longe...E o aborto realmente só foi oficialmente condenado pela Igreja por Pio IX em 1870, atendendo ao pedido do Imperador francês Napoleão III que precisava de mais mão de obra para a Revolução Industrial. Quanto aos pedófilos, ah, isto realmente te incomoda muito né? Claro, as crianças violentadas não te incomoda, mas sim ter sido maculada a sua tão santa instituição, sem o qual você seria mais um zé mané por aí. Vai negar agora que não houve abusos? Se a igreja fosse tão amante da verdade assim, teria tomado providências deste o início. A única coisa que faziam era transferir os padres pedófilos, espalhando os abusos. Só fizeram alguma coisa depois de ter estourado o escândalo na imprensa. E não duvido nada de que continuam acontecendo...Você parece aqueles personagens do mundo bizarro, onde tudo é ao contrário. Descartes dizia: Penso, logo existo. No seu caso, é penso, logo desisto...da próxima vez ligue o cérebro antes de postar bobagens. Ficou claro agora que não somente os anencéfalos que nascem sem cérebro...

William Murat disse...

Meu caro... Vc escreve, escreve e não sai do lugar... Muda o disco, homem!

E agora ainda quer entrar em meu pensamento para tentar entender minhas intenções? Ora, faça-me o favor... É para rir, certo?

Ainda está incomodado em te ver ao lado de Mengele? Repito: problema teu. Pode bater o pezinho, espernear e fazer beicinho o quanto for que eu não tenho nada com isto. Meu post sobre Mengele abortista está lá para quem quiser ler e se você ou quem quer que seja está incomodado com a companhia, repito novamente: mude de lado!

Será que terei que desenhar? Não imputei nada a ninguém, apenas trouxe um fato. Você o nega? Mostre, então, que Mengele não era abortista. Seja advogado de defesa do doutor, ué! Se este singelo fato te incomoda, isto é contigo. Você pode rasgar as vestes e ir para o centro do Maracanã gritando "Falácia! Falácia!" que isto não mudará o fato.

E lá vem vc de novo... Vc pode chamar o Papa de nazista o quanto for... Isto não me incomoda muito pouco; aliás, até me ajuda por aqui, pois vc só está dando vazão a uma mentira. Aliás, este fato é tão chocante que talvez vc devesse alertar o consulado de Israel para ou barrar a entrada do Papa na Terra Santa em sua próxima viagem ou, quem sabe?, até mesmo prendê-lo para julgamento como eles fizeram com Eichmann, por exemplo. Que tal? Topas? Tá vendo o absurdo em que vc se mete?

"Padres pedófilos"? Que existem padres que cometeram crimes, ninguém nega. Daí a falar que todos o cometeram, como vc quer infantilmente tentar me provocar só atesta teu gosto pela verdade. Será que poderíamos falar de "professores pedófilos" como forma de enquadrar toda uma categoria profissional? Aliás, vc tem idéia do número de padres acusados de pedofilia? Aliás, vc sabe exatamente o que é pedofilia? Aliás, vc já leu algum estudo ou algum artigo sério sobre o assunto? Ou ficou apenas no que a grande mídia divulgou sobre o assunto? É isto, não é? Pois só assim vc insistiria na besteira que continua escrevendo. Se isto me incomoda... Bem na verdade, é um pouco constrangedor para mim ver vc, que posa de arauto da Lógica, chafurdar com tal destemor na lama da mentira. Mas... há gosto para tudo, não é mesmo?

Ô coisa vagabunda, rapaz! Os pais da menina são maiores de idade e ela não. Você por acaso já viu o rosto da menina? Sabe o nome dela? Viu algum jornal divulgá-lo sem autorização dos pais? Vc não sabia que a menina tem, por lei, que ter sua privacidade preservada? Ficou chateado por saber que o bispo não caiu na armadilha, né? Se ele tivesse caído, um monte de gente cairia de pau em cima dele dizendo que ele a expôs.

E o corajoso arcebispo fez o certo: procurou a preservação das três vidas. E você, que fica comemorando a cruel morte das duas crianças não nascidas? O arcebispo te incomodou? Quem bom! Estamos aqui para isto mesmo!

Mais coisa vagabunda, homem? Santo Agostinho realmente especulava sobre o momento da animação de um novo ser; só que você se "esquece" que mesmo assim o aborto jamais foi permitido. Esqueceu, né? Ou leu na Wikipedia apenas o que te convinha?

Esta eu tenho que destacar: "O misoginismo cristão vem de longe...E o aborto realmente só foi oficialmente condenado pela Igreja por Pio IX em 1870, atendendo ao pedido do Imperador francês Napoleão III que precisava de mais mão de obra para a Revolução Industrial.O misoginismo cristão vem de longe...E o aborto realmente só foi oficialmente condenado pela Igreja por Pio IX em 1870, atendendo ao pedido do Imperador francês Napoleão III que precisava de mais mão de obra para a Revolução Industrial."

Caramba... Já ouvi asneiras grandiosas, mas vc está realmente superando tudo. Jamais tinha lido tamanha ignorância. Bem... não é só ignorância, né? Isto é fruto de um preconceito de proporções colossais misturado com doses generosas de teoria da conspiração. E mais o que? O Rei dos Magos orquestrava tudo também? E, claro, a mando de unicórnios rosas de três pernas! Larga de bobagem, rapaz! Ou isto ou peça a teu médico para dobrar a dose, pois a atual já nem mais faz efeito.

Sobre o que a Igreja fez e faz sobre casos de pedofilia, prefiro apenas trazer uma resposta que cala tua boca:

http://www.catholicleague.org/release.php?id=1601

E aí? Vai se retratar, contestar os números ou vai espernear novamente? Já até sei a resposta...

E, meu caro, fica claro a cada mensagem quem é que insiste em trazer bobagens. Tua cegueira é tanta que você até mesmo imagina que seres humanos anencéfalos nascem sem o cérebro. Até mesmo na Wikipedia vc poderia ter achado o correto antes de escrever nova asneira... Anencefalia é uma mal-formação que pode ser apresentada em vários graus, e vem exatamente deste fato que depende do grau de anencefalia a vida do bebê.

Caramba... Até fazendo (tentando...) ironia vc escorrega feio. Chato.

[]'s

Sérgio disse...

Hummm...você está precisando de umas aulinhas de interpretação de texto hein? Acho que você não entendeu muito bem o que escrevi. Você cai na sua própria armadilha. Chamei a atenção por, malandramente, você usar o Menguele para impingir aos outros a pecha de nazista. É o ócio intelectual de quem não sabe nem o que está escrevendo. E depois ainda reclama do padres pedófilos? É igual um cachorro latindo no espelho. Da próxima vez, releia atentamente o texto, pois escrever com o fígado dá nisso. Acho muito engraçado esses moleques que mal saíram das fraldas terem a cara de pau de criar um blog (maldita inclusão digital) e achar que são autoridade em alguma coisa quando nem sequer sabem interpretar um texto! Até tentando ser sério você escorrega feio. Que chato!!!

William Murat disse...

Ai, ai... Teu caso fica mais grave a cada momento. Meu único dilema é se fico ou não explicando a mesma coisa para você.

Você continua se incomodando ao ver Mengele do teu lado. Troque de lado, ué! Meu caro, se eu quiser chamar a alguém de "nazista" pode contar que eu o farei. Só que nem preciso disto... Escrevi, e repito (mais uma vez...) que o pessoal abortista tem que se acostumar com a companhia do doutor nazista.

Mas o engraçado é que vc escreve, escreve, e vai, aqui, sim, "malandramente" evitando cada uma de tuas sandices que são desconstruídas, tais como os abortos serem proibidos por causa da Revolução Industrial. Aumentou a dose do remédio, né?

E obrigado pelo "moleque"! É este que te escreve que vai te deixando irritadinho, batendo o pezinho como um adolescente frustrado por se ver em um mato sem cachorro.

Dei-te um bocado de corda e olha no que vc se meteu... Na verdade, nem preciso de autoridade para nada. Meu caro, vai dar mais palestras, teu público te aguarda ansioso. Mas só vá calminho, ok? Pode ser que assim eles te achem sábio ou qualquer coisa. Comigo é que não cola.

[]'s